Motos para cidade e estrada: Quais os melhores modelos?

A motocicleta é um veículo que promove praticidade e otimização de tempo para os motoristas. Ou seja, pode facilitar e muito a sua vida. O que nem todo mundo sabe é que existe um modelo de moto para cada objetivo. Por exemplo, você sabe qual o melhor tipo para encarar as pistas da estrada? Ou qual o melhor tipo para circular em área urbana? Acredite ou não, escolher a moto certa pode evitar futuras dores de cabeça Saiba qual a melhor moto para você a seguir:

Moto para a cidade

Para quem circula na cidade, agilidade e mobilidade são características importantes. É claro que precisamos pensar no desempenho do seu veículo de duas rodas sob o asfalto, mas também é preciso considerar o desempenho do modelo para fazer voltas rápidas.

Pensando nessas necessidades, o modelo mais recomendado para quem só circula por área urbana é a Scooter. Esse tipo de veículo costuma ser bem fácil de pilotar, dando bastante mobilidade para o motorista.

No geral, essas são as motos mais procurados por quem está começando a pilotar já que não é pesada e nem possui direção dura. E os modelos são muitos, podendo agradar a todo público!

Quem valoriza praticidade, e ainda assim busca uma moto econômica com um visual moderno precisa conhecer a Honda PCX 2020uma das motos mais esperadas do ano. O modelo promete tecnologia avançada para auxiliar o motorista no dia a dia.

Moto para a estrada

Enquanto a cidade exige uma moto prática e fácil de movimentar, a estrada vai requirir um veículo resistente, potente e com uma boa aceleração.

Neste caso, a melhor opção para o motorista é uma moto tipo Standard. Esse veículo é conhecido por possuir uma boa adaptação em diferentes tipos de terreno.

Ou seja, além de poder cair na estrada com a sua Standard, ela também pode funcionar bem em trajetos mais urbanos, sendo uma moto ideal para quem circula bastante por ai.

Se você vai optar pela Standard, o lançamento mais procurado no momento é a XRE 300 2020, a nova queridinha produzida pela Honda.

A moto promete mais acessibilidade e tecnologia para os motorista, trazendo direção facilitada e freio ABS. O desempenho do modelo em estradas é impressionante e isto vale tanto para o dia, como para a noite.

Afinal, os faróis da XRE também passaram por aperfeiçoamento, assim como o seu peso que ficou mais leve a fim de auxiliar o motorista a conduzi-la.

Comments Off on Motos para cidade e estrada: Quais os melhores modelos?

Filed under My Blog

TOP 5: Carros para quem deseja economizar

Comprar um carro pode ser a garantia de praticidade e conforto para você, mas por outro lado, também irá representar um gasto constante com diversos aspectos. Por isso, vale a pena considerar os modelos de carro que são econômicos e e cumprem seu papel no trânsito. Para ajudar você, traremos a seguir um Top 5 com os carros para motoristas que querem economizar! Veja a seguir:

5. Fiat Uno

Vamos começar falando do Fiat Uno, o queridinho dos compactos. Este modelo existe em diversas verões, e apesar da variação de preços, todos ficam na categoria de carros populares.

Devido ao seu preço de mercado, o Uno possui valores acessíveis para os impostos obrigatórios, como o IPVA, por exemplo. Por isso, o proprietário não terá grandes despesas para solicitar o licenciamento 2020.

E tem mais! Além de apresentar total praticidade para o motorista, o carro em sua versão de motor 1.0 consegue fazer até 12,3 km com apenas um litro de gasolina.

4. Renault Sandero Authentique

Representando a Renault, teremos o modelo Sandero Authentique. Esse é um dos carros populares líderes em venda no país e cumpre sua função como u bom compacto urbano.

O Authentique impressiona por ser um compacto com um espaço interno bastante vantajoso, e o público costuma optar por sua versão 1.0 considerando o seu excelente preço de aquisição.

O motorista interessado pode comprar um modelo do Sandero de 2011 por menos de R$20 mil. Ou seja, é uma compra bastante vantajosa!

3. Fiat Palio

Um outro modelo que representa muito bem a Fiat é o Palio. Como você imaginar, o preço de aquisição do Palio pé bem em conta já que ele é um carro popular.

O grande destaque do Palio é o seu custo-benefício no geral. A ida ao mecânico ainda pode sair mais barata do que a maioria dos modelos.

O desempenho do veículo com pouca gasolina também é impressionante. E você vai gostar de saber que o Palio não deixa a desejar em terrenos difíceis.

2. Honda Fit

Sendo o grande representante dos econômicos para a Honda, está o modelo Fit. Quem não conhece este compacto, precisa saber as grandes vantagens dele.

Em primeiro lugar, é um dos poucos do ranking que possuem preço de aquisição acessível mesmo sendo um veículo encontrado em motor 1.4. Seu desempenho conquistou um grande público, afinal, o Honda Fit é capaz de percorrer cerca de 13 km com apenas um litro de gasolina.

1. Volkswagen Fox City

Por último, vamos apresentar a você o queridinho Volkswagen Fox City. Como o próprio nome indica, o veículo é ideal para quem circula bastante pela cidade.

Mas engana-se quem pensa que a capacidade do Honda é restrita apenas para áreas urbanas. Com um litro de gasolina, o Fit pode percorrer mais de 17km na estrada.

FONTE

Comments Off on TOP 5: Carros para quem deseja economizar

Filed under My Blog

Como calcular o quanto devo cobrar no aluguel de uma casa

Se você está pensando em alugar o seu imóvel mas não faz ideia do que colocar na balança na hora de estabelecer o valor do aluguel, você precisa conferir este texto!

Ter dúvidas na hora de saber quanto o aluguel da sua casa vale é comum, afinal, se você cobrar acima do que ele vale, fica difícil fechar negócio e se cobrar abaixo, o seu imóvel fica desvalorizado.

Por isso, saiba a seguir o que você deve considerar na hora de estabelecer o valor da locação da sua casa!

IPTU

O primeiro e mais importante ponto para definir um aluguel é o IPTU. Este é o imposto referente aos proprietários de imóveis e por isso, o aluguel tem que ser correspondente a este valor para você não saia perdendo.

O IPTU é diferente para cada família, pois depende do tipo de imóvel, da situação socioeconômica da região e até do estado. Neste caso, é preciso que você confira o IPTU 2020 antes de anunciar a sua casa para alugar. O valor cobrado deve ser equivalente!

Metros

Outro ponto muito importante é o tamanho do imóvel. Cobra-se o valor considerando também os metros quadrados da casa em questão. Você sabia que em algumas regiões o metro quadrado pode ser muito mais caro?

O ideal é que você faça uma pesquisa de mercado para saber quanto é cobrado por metro quadrado na sua região, assim, você segue o padrão de cobrança para o seu bairro e não sai no prejuízo.

Cômodos

A quantidade de cômodos em uma casa também pode subir ou diminuir bastante o preço da locação. Muitas casas tem espaço, mas foram mal divididas na construção e por isso, possuem poucos cômodos.

Vale a pena anunciar quantos quartos, banheiros, salas e espaço ao ar livre existe na sua casa. Mesmo que eles não sejam tão espaçosos, o seu imóvel ficará valorizado.

Localização

Como mencionado anteriormente, a localização do seu imóvel é um ponto importante para definir o valor. Mesmo com uma casa perfeita, se o acesso for difícil a casa pode ficar desvalorizada.

Observe pontos de táxi, comércio e pontos de ônibus próximos a sua residência. Isto pode até ser incluso no anuncio de aluguel do seu imóvel.

Obras recentes

Nada melhor do que se mudar para um lugar já prontinho para morar, com um visual moderno e um ar de novo. É preciso que você valorize o seu patrimônio.

Uma boa mão de tinta já pode mudar a cara do lugar. Se você já tiver realizado obras recentes, não deixe de anunciar e aplicar os gastos no valor da locação.

Comments Off on Como calcular o quanto devo cobrar no aluguel de uma casa

Filed under My Blog

Ter carro se tornou um péssimo negocio: Entenda!

Quem está pensando em comprar um carro agora, deve considerar diversos aspectos antes. Isto porque, tem ficado cada vez menos acessível para o brasileiro possuir um carro, você sabe o porquê? Antes de decidir a sua próxima aquisição, leia o texto a seguir e entenda o motivo de ter um carro ter se tornado um péssimo negócio.

Comprar o seu próprio carro é o sonho de muitos brasileiros. Afinal, quem não quer esquecer de vez o ônibus e começar a andar com mais conforto? Bem, o problema é que ao adquirir um carro, você pode estar adquirindo também uma grande dor de cabeça! Existem alguns fatores que têm desvalorizado a compra de um veículo e você vai entender o porquê!

Trânsito

Em primeiro lugar, o trânsito de toda região tem se tornado cada vez mais movimentado. Por isso, quanto mais carros são comprados mais este fenômeno piora.

Pensando nisso, muitas pessoas que visam facilitar o acesso aos lugares têm optado por comprar uma motocicleta. Quem está buscando uma aceleração suave e conforto para o dia a dia, pode dar uma olhadinha na nova Honda Bros 2020.

Taxas de compra

Ao comprar ou financiar um carro, você estará se comprometendo com parcelas longas e de alto valor. Sem contar que as taxas de aquisição de um automóvel estão cada vez mais altas. Sem o planejamento financeiro necessário, você pode acabar com uma grande divida na praça.

Gasolina

Um outro ponto que têm sido o pesadelo dos motoristas é o valor da gasolina. O preço varia de região para região, mas vale lembrar que esta taxa  aumentou muito recentemente.

Devido ao preço alto da gasolina e até dos outros meios de combustível, a compra de motocicletas está sendo mais viável para muitas pessoas, principalmente porque muitos modelos proporcionam ainda mais economia, como é o caso do modelo CB Twister 2020.

Impostos obrigatórios

Um outro aspecto que você precisa evar em consideração é o que será obrigatório para você pagar ao adquirir um veículo. Atualmente, existem alguns valores que devem ser pagos pelos proprietários de veículos todos os anos.

Temos como exemplo destas taxas o IPVA, o DPVAT e o licenciamento do veículo. Todos estes valores devem ser cumpridos tanto por donos de carros como por donos de motocicletas, a diferença está no valor. O IPVA, por exemplo, além de variar de um modelo para outro irá variar de acordo com o modelo que você conduz.

Comments Off on Ter carro se tornou um péssimo negocio: Entenda!

Filed under My Blog

Como funciona o processo de habilitação para motoristas?

Quem nunca pensou em tirar a sua primeira carteira de motorista? Este processo é muito importante e pode far maior independência para você. Você sabe o que é preciso e como conseguir a sua CNH? Veja a seguir como funciona em detalhes o processo de habilitação para motoristas e saiba como conseguir a sua.

Quais os requisitos para tirar a CNH?

A CNH é um documento importante que capacita o motorista a dirigir regularmente pelas ruas e avenidas. Para tirar a sua primeira carteira de motorista, é preciso cumprir alguns requisitos básicos. São eles:

  • Ter no mínimo 18 anos completos;
  • Saber ler e escrever;
  • Possuir identidade e CPF próprio;
  • Solicitar no Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) a habilitação “A” ou “B” ou “A e B”.

Como fazer a solicitação da habilitação?

Para começar o processo de requisição da sua CNH, será preciso agendar atendimento no Ciretran através do site do Detran. Não se esqueça de estar portando originais e cópias dos seus documentos oficiais.

Depois do atendimento, serão marcados exames físicos e psicológicos para comprovar a sua capacitação para dirigir. Só depois destes exames, você poderá se matricular em uma autoescola.

Qual o valor da autoescola?

A autoescola será um processo fundamental na aquisição da sua carteira. Além das aulas práticas e teóricas, o candidato passará por um exame junto ao Cintran para comprovar a capacitação final. Uma dica importante é escolher um local de ensino próximo a sua casa, para que você cumpra com conforto as horas necessárias para o curso.

O preço para tirar a carteira de motorista, cumprir toda a documentação e pagar o seu curso na autoescola pode ficar em torno dos R$ 3 mil. Este valor pode ser pago separadamente.

O que é a CNH Social?

Como você pôde conferir, tirar a habilitação tem um custo bem elevado, mas você pode driblar a cifra utilizando o recurso da cnh social 2019 para tirar sua carteira nos próximos meses. Esta inciativa permite que pessoas de baixa renda possam conquistar a sua primeira carteira de motorista com custo zero de aquisição.

É preciso se inscrever para participar e em seguida, ficar aguardando a divulgação da lista de aprovados CNH. Vale lembrar que o programa também disponibiliza como serviço a mudança de categoria ou a adição de categoria a carteira já existente.

Quem estiver de acordo com os requisitos da CNH social pode se inscrever pela internet e aguardar a divulgação. Nem todo mundo conhece esta proposta do Governo, por isso, participe e divulgue a iniciativa!

Comments Off on Como funciona o processo de habilitação para motoristas?

Filed under My Blog

Conheça os 5 estados com o IPVA mais alto e mais baixo do Brasil

O IPVA, Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, é um imposto obrigatório a ser cumprido pelos proprietários de veículos. Este é um dos valores mais importantes entre os impostos para veículos e vale lembrar que o seu valor pode mudar de região para região. Conheça a seguir os 5 estados com o IPVA mais alto e mais baixo do país.

IPVA mais alto

Você já deve saber que o IPVA é muito importante para o proprietário de veículo, principalmente porque sem o cumprimento do mesmo, fica inviável realizar o licenciamento do seu carro ou da sua moto.

Este é um valor anual e para estar preparado para ele, o proprietário deve ficar atento à tabela do IPVA 2019 para saber quanto terá de pagar no começo do ano. Isto porque, além de ser diferente em alguns estados, o IPVA também pode sofrer alterações de um ano para outro.

Veja abaixo, os estados com o valor do IPVA mais alto do país:

São Paulo

A porcentagem do IPVA para a região é muito alta. Um carro popular de R$ 39.400 pode gerar um imposto de R$ 1.576 para os paulistas.

Minas Gerais

IPVA MG 2019 também está entre os mais altos do mercado, mesmo para um carro popular, custando entre R$ 1.576 e R$ 1.700 para um carro popular.

Rio de Janeiro

Além de ser uma referência turística, o Rio de Janeiro também fica conhecido pelo valor do IVA mais alto. O valor irá variar de um modelo para outro.

Distrito Federal

O Distrito Federal também não fica atrás na porcentagem a ser paga, representando cerca de 3,5% do total do veículo.

Mato Grosso do Sul

Com a mesma porcentagem, o Mato Grosso do Sul também fica entre os estados com o IPVA mais caro.

IPVA mais baixo

Muita coisa pode influenciar na cifra do IPVA. Geralmente, como você pode conferir na lista anterior, os lugares com custo de vida caro irá dispor de um imposto mais elevado.

Por isso, os seguintes estados tendem a gastar menos com o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores do que outras regiões. Saiba quais são eles a seguir:

Espirito Santo

O estado do Espírito Santo pode ter o valor de R$ 788 para um veiculo custando menos de R$ 40 mil.

Mato Grosso

O Mato Grossa fica com uma quantia de 2% do total do veículo, muito inferior aos estados acima.

Tocantis

Com a mesma porcentagem, o Tocantis também fica entre os impostos para veículos mais baratos.

Rondônia

A porcentagem para Rondônia é de 2% e pode custar entre R$ 788 e R$ 800 para o motorista que dirige um veículo comum.

Santa Catarina

Santa Catarina dispõe da mesma porcentagem, com um valor semelhante para cada tipo de carro.

Comments Off on Conheça os 5 estados com o IPVA mais alto e mais baixo do Brasil

Filed under My Blog

Como declarar o imposto de renda sem precisar de um contador

O Imposto de Renda é uma declaração obrigatória e deve ser realizado anualmente. Para as empresas, esta declaração é fundamental para a regularização do negócio junto a Receita Federal. Nesta época, ter um contador a sua disposição para realizar o IR da empresa é uma boa opção. Mas você sabia que pode declarar o Imposto sem precisar de um contador? Se você quer saber como pode realizar este processo sem a ajuda do profissional, leia a seguir e entenda:

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

A primeira coisa que você deve saber quanto a este assunto é que declarar o IR fora do prazo estabelecido, irá gerar a cobrança de uma multa que pode variar entre R$ 165,74 a até 20% do imposto devido. Portanto, é preciso saber se você se enquadra nas pessoas que precisam declarar o Imposto de Renda para não acabar se prejudicando.

De acordo com as regras do IRPF 2019, deve declarar a renda quem corresponder a pelo menos um dos critérios abaixo:

  • Obteve lucro por meio de alienação de bens e direitos ou também lidou com operações em bolsas de valores;
  • Cidadãos que receberam rendimentos tributáveis superiores ao valor de R$ 28.559,70 no ano de 2018;
  • Cidadãos que receberam uma soma de R$ 40 mil no ano anterior através de rendimentos não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte.
  • Pessoas com renda bruta superior a R$ 128.308,50 geradas por de atividade rural;
  • Quem possuir bens no valor superior a R$ 300 mil, até o dia 31 de dezembro de 2018.

Vale lembrar que quem é isento da declaração não deve se preocupar com estas circunstâncias. Quer saber mais sobre isto? Verifique a isenção Imposto de Renda 2019.

Como declarar sem a ajuda de um contador?

Desde 2017, é possível realizar o a declaração do Imposto de Renda pelo app disponível para IOS e Android, ou pelo programa que deve ser instalado no Windows, Mac ou Linux. Ou seja, você realizar todo processo pela internet!

Acesse o site da Receita Federal e procure por “Programa IRPF 2019”. Nesta página, você poderá baixar o programa em seu computador. Quando finalizar o download, conclua a instalação do mesmo abrindo o arquivo. Depois, você deve acessar a Declaração de ajuste anual e seguir as instruções que iram aparecer na tela. Não esqueça de ter seus documentos em mãos!

Para quem prefere baixar o app através do aparelho celular, é preciso acessar a loja do sistema do mesmo e procurar pelo APP IRPF. Depois de concluir o download, realize a instalação e incie o aplicativo para fazer a sua declaração.

Comments Off on Como declarar o imposto de renda sem precisar de um contador

Filed under My Blog

Quais as 5 melhores faculdades do Rio de Janeiro?

Muitos estudantes que estão prestes a realizar o ENEM, planejam ingressar em alguma instituição do Estado do Rio de Janeiro. Isto porque diversas universidades de alta avaliação estão localizadas na região. Quer saber qual fundação têm mais a ver com o seu perfil acadêmico e quais as melhores faculdades do Rio de Janeiro?

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE FLUMINENSE DARCY RIBEIRO (UENF)

Uma das melhores instituições do país no que diz respeito ao ensino superior, a UENF têm um alto resultado no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). A universidade é conhecida por sua estrutura particular e pela formação excelente de seus professores os quais também são, na sua maioria, doutores.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO (UFRJ)

Fundada em 1920, a UFRJ é a primeira universidade pública oficial do país. A fundação conta com mais de 100 opções de curso para seus estudantes. Têm grande produção artística e cultural, assim como científica. A Universidade Federal do Rio de Janeiro é dita como uma das melhores do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO (UFRRJ)

A UFRRJ está situada na região da Baixada Fluminense e oferece mais de 35 opções de curso de graduação e mais de 30 opções para pós-graduação. Esta instituição teve resultados impressionantes no Enade e é reconhecida como uma das melhores universidades do país.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (UERJ)

A UERJ tem excelentes avaliações de educação por parte dos docentes e a formação dos professores da fundação também impressiona. Ela oferece mais de 30 opções de curso para os alunos que desejam inciar o ensino superior. O curso de direito e medicina da universidade são bastante prestigiados, então se essa é a sua área, a UERJ pode ser a melhor opção para você.

Você pode ingressar na Universidade Estadual do Rio de Janeiro através do SISU UERJ 2019,

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE (UFF)

Localizada na região metropolitana do Rio, a UFF têm mais de 100 opções de cursos de graduação. É considerado um dos maiores institutos públicos de pesquisa do Brasil e têm um grande número de alunos inscritos nas aulas presenciais. Esta é uma fundação pública de referência para o país.

Ingressar em uma das universidades acima é o seu sonho? Se você pretende realizar o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e alcançar sua vaga em uma das prestigiadas instituições do Rio de Janeiro esse ano, você precisa ficar atento às datas do SISU. Planeje sua entrada e se informe hoje mesmo!

Comments Off on Quais as 5 melhores faculdades do Rio de Janeiro?

Filed under My Blog

Entenda como funciona a pensão por morte?

Um assunto que gera muitas dúvidas é sobre a pensão por morte, um benefício pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), aos dependentes do segurado que tenha falecido. O benefício também pode ser solicitado em caso de desaparecimento, onde um juiz declara a morte presumida.

Para que os dependentes recebam esse benefício é necessário que a pessoa falecida ou ausente, na data de sua morte, fosse segurada do INSS. O valor da pensão, assim com a sua duração, dependerá da contribuição do segurado falecido, além de outros pré-requisitos.

Quem tem direito a pensão?

A pensão é paga enquanto existirem dependentes. O INSS reconhece três classes de dependentes. A primeira classe corresponde ao conjugue, companheira, ou companheiro, filhos de até 21 anos ou com deficiência grave ou consideradas inválidas. Nesse caso, o benefício é pago automaticamente, pois a dependência já é presumida.

A segunda classe inclui os pais do segurado. Já a terceira, corresponde a um irmão que tenha até 21 anos ou que tenha alguma deficiência grave ou seja inválido. Para conceder o benefício às classes 2 e 3 deve-se comprovar tais condições.

Vale lembrar que o benefício é dividido igualmente entre os dependentes da mesma classe e que não depende do número de contribuições já feita. Se o segurado tenha contribuído somente uma vez, seus dependentes terão direito ao benefício, desde que o óbito tenha acontecido enquanto segurado.

Qual a duração do benefício?

A duração do benefício de pensão por morte depende da condição de seus dependentes. Por exemplo:

Para o cônjuge, companheiro(a) ou companheiro(a) divorciado que recebia pensão alimentícia, o benefício tem duração de 4 meses, a partir da data de falecimento do segurado. Nos outros casos a duração do benefício é variável conforme a condição dos dependentes.

Qual o valor da pensão?

Se o segurado falecido fosse aposentado, a pensão equivale a 100% do valor da aposentadoria que o segurado recebia no momento do óbito. No entanto, se o segurado falecido não for aposentado, o benefício equivale a 100% do valor da aposentadoria por invalidez que ele teria direito a receber na data do óbito.

O que é necessário para dar entrada no benefício?

Para se tornar um beneficiário da pensão por morte é necessário apresentar no INSS as seguintes documentações:

  • Documento de identificação oficial com foto e o número do CPF;
  • Certidão de óbito ou declaração judicial do segurado;
  • Documento de identificação do falecido.

Para receber o benefício, é preciso ficar atento as datas de pagamento que serão disponibilizadas na Tabela INSS 2019, divulgada pelo Ministério da Previdência social, do Governo Federal.

Comments Off on Entenda como funciona a pensão por morte?

Filed under My Blog

3 Motivos que podem te levar a perde o seguro desemprego

O seguro desemprego é um benefício pago quando um funcionário com carteira assinada é demitido. Ele serve como auxílio temporário para a recolocação no mercado de trabalho. Mas pode ser perdido se o trabalhador não seguir todas as normas. Saiba mais a seguir. 

O que é o seguro desemprego?

Um dos benefícios do trabalhador com carteira assinada mais importante é o seguro desemprego. Amparado pelas Consolidações das Leis de Trabalho (CLT), ele é pago em parcelas de acordo com os meses trabalhados no ano anterior até o momento.

O que ampara legalmente este pagamento é o Decreto-Lei n.º 2.284, de 10 de março de 1986. Também está amparado na Constituição Federal desde 1988 por meio do Programa do Seguro-Desemprego. É um dos direitos do trabalhador que não se pode abrir mão. 

O objetivo de tal pagamento mensal em parcelas no valor de um salário mínimo vigente é suprir uma necessidade temporária de ajuste de contas do desempregado. Por isso ele só pode ser solicitado quando a empresa encerrou o vínculo empregatício. 

Como funciona o seguro desemprego

O benefício trabalhista deve ser acionado quando o trabalhador for desligado da empresa. Para ter direito é preciso cumprir algumas regras, como:

  • Ter sido demitido sem justa causa;
  • Estar na condição de desempregado – se for uma mudança de empresa na carteira não há como obter o benefício;
  • Ter trabalhado por entre 12 e 18 meses com carteira assinada;
  • Ter trabalhado ao menos 9 meses com carteira assinada no ano anterior;
  • Não ter outra fonte de renda – não ter um segundo emprego;
  • Não estar recebendo nenhum benefício prestação continuada da Previdência Social.

Se todos os requisitos acima forem cumpridos é possível solicitar o seguro desemprego. Essa solicitação pode ser feita no Ministério do Trabalho de sua cidade e em agências da Caixa Econômica Federal ou ainda no SINE (Sistema Nacional de Emprego).

Os documentos necessários para solicitar o seguro desemprego são:

  • Carteira de trabalho;
  • Documento pessoal com foto (identidade ou CNH ou passaporte);
  • Número do PIS ou Pasep dependendo de qual vínculo era do empregado.

Uma vez solicitado é só aguardar a data informada para realizar o saque do benefício em uma agência da Caixa Econômica Federal. 

O que pode te fazer perder o seguro desemprego

Apesar de ser um benefício garantido a todo trabalhador, é preciso cumprir as regras acima para obter o seu direito. Também é necessário não ter certos tipos de conduta. 

Demitidos por justa causa perdem o direito ao seguro desemprego. Entende-se que se a demissão foi causada pelo empregado não há porque lhe dá um benefício. Ele deve ter uma renda ou não fez a sua parte do acordo com a empresa para quebrar o contrato assinado por ambas as partes.

Recusar-se a uma nova vaga de emprego também é um motivo para perder o seguro. Entendem-se mais uma vez que há uma estabilidade financeira uma vez que a verba é destinada a amparar quem não consegue e não quem rejeita empregos.

Fraudes em documentos também fazem o benefício ser suspenso de pronto. Estar empregado também. 

Comments Off on 3 Motivos que podem te levar a perde o seguro desemprego

Filed under My Blog