Como se organizar para não entrar com dividas no próximo ano?

Ano novo e vida nova. Mas e as contas? Como anda a carteira quando as festas da virada se encerram? Para iniciar mais um ano com o saldo positivo na conta bancária é importante uma organização nas finanças. Dicas para não entrar com dívidas no próximo ano podem ajudar. Confira algumas a seguir. 

Dívidas podem ser previstas e programadas

Assim como o IRPF 2018 já está previsto no calendário do primeiro trimestre, alguns gastos podem ser pensados antes do ano virar. Dor de cabeça e noites sem dormir tentando multiplicar o salário podem ser evitados com algumas medidas simples e um deles é analisando os gatos fixos. 

Alguns gastos sempre vão acontece em dezembro e para muita gente a conta fica em janeiro. Feriados de Natal e ano novo são fixos, sempre vão acontecer e é de praxe comprar roupa nova, sapatos tanto para si como para parentes próximos do núcleo familiar. Se realizou o pagamento no cartão de crédito a conta virá em janeiro e é importante se precaver. 

Os gastos com material escolar para quem tem filhos também é uma conta fixa. Adultos na faculdade também vão gastar com material de estudo, matrícula e outros pontos importantes. Para estas taxas o 13º salário sempre vem a calhar ou uma programação de gastos iniciando de julho do ano anterior. Uma pequena poupança a partir do salário pode evitar dívidas muito altas.

São boas dicas:

  • Separar o 13º salário para pagar à vista material de estudo;
  • Comprar roupas de fim de ano à vista;
  • Comprar antecipadamente material escolar dos filhos em período de baixa de venda quando o preço é mais em conta.

Evite usar o cartão de crédito

No Brasil o dinheiro de plástico é muito propagado como a melhor forma de pagar contas. Mas nem todo mundo sabe controlar os gastos quando há uma infinidade de parcelas. Dividir mais de três compras grandes em uma grande quantidade de parcelas é um fator comum entre os usuários do cartão de crédito e ter mais de um desses pode ser um grande problema. 

Ano virando é preciso lembrar: o salário continua o mesmo, os gastos é que não. Então a preferência por compras à vista pode apertar um pouco mas em compensação não haverá gastos futuros.

É importante pensar no cartão como uma forma segura de pagar e não como um crédito a mais. Ele é um endividamento além da conta corrente e de bancos diferentes. Poucos conseguem controlar quando há duas contas a serem pagas. E quando é mais de uma fatura então o problema pode ser maior ainda.

Compre apenas o que pode pagar

Gastar apenas o que está dentro do orçamento é uma dica que serve para organizar as contas durante o ano todo. Uma forma de fazer isso é fazer uma lista de gastos parcelados, de compras ainda por vir e se manter dentro do orçamento.

O gasto ideal é sempre comprometer no máximo 70% do salário com contas fixas. O restante pode ser usado para diversão ou economia. Se for mantida essa margem nunca haverá dor de cabeça. 

Comments Off on Como se organizar para não entrar com dividas no próximo ano?

Filed under My Blog

Comments are closed.